Mostrando postagens com marcador esporte. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador esporte. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 3 de março de 2016

Os 500 Jogadores mais Valiosos do Futebol Mundial - Revista World Soccer








​A conceituada revista inglesa World Soccer, elencou os 500 jogadores mais valiosos do futebol mundial. O destaque do Tricolor, o jovem atacante Luan de apenas 22 anos, foi colocado na lista.

Aqui a relação de todos os 34 jogadores brasileiros colocados pela publicação do Reino Unido:




Alex Teixeira – Jiangsu Suning

Alisson – Internacional (vendido para o Roma)
Caio – Grasshopper

Coutinho – Liverpool

Dani Alves – Barcelona

David Luiz – PSG

Douglas Costa – Bayern de Munique

Felipe Anderson – Lazio

Fernandão – Fenerbahçe

Fernandinho – Manchester City

Roberto Firmino – Liverpool

Gabriel Barbosa (Gabigol) – Santos

Gabriel Jesus – Palmeiras

Ricardo Goulart – Guangzhou Evergrande

Hulk – ZenitJemerson – Monaco

Jonas – BenficaKaka – Orlando City






Luan – Grêmio

Lucas Lima – Santos

Lucas Moura – PSG

Marcelo – Real Madrid

Marquinhos – PSG

Maxwell – PSG

Miranda – Inter de Milão

Naldo – Wolfsburg

Neymar – Barcelona

Oscar – Chelsea

Raffael – Borussia Mönchengladbach

Ramires – Jiangsu Suning

Ricardo Oliveira – Santos

Rodrigo Caio – São Paulo

Thiago Silva – PSG

Willian – Chelsea



O restante dos jogadores e seus respectivos países, você encontra no link abaixo:

fonte: http://www.worldsoccer.com/features/world-soccer-500-by-nationality-2-368805

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Jogador mata árbitro após levar cartão vermelho na Argentina



Certo que as vezes dá vontade, mas na Argentina não fica só na vontade. Isso aconteceu de verdade!!!!!




O árbitro Cesar Flores, 48, foi morto no gramado logo após mostrar o cartão vermelho a um jogador durante partida realizada em Córdoba, na Argentina. A polícia argentina confirmou que ele levou 3 tiros, na cabeça, pescoço e peito, e morreu no local no domingo.

Segundo relatos, o jogador ainda não identificado deixou o gramado após ser expulso, pegou a arma e voltou ao campo para atirar no árbitro e no jogador Walter Zarate, de 25 anos, que foi alvejado no peito.

"Tudo aconteceu durante a partida. Não sabemos o que aconteceu com o árbitro, mas o jogador estava muito bravo com ele", disse a polícia argentina em um pronunciamento. O atirador fugiu e ainda não foi encontrado pela polícia.





fonte: uol

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Messi encontrará menino que "improvisou" camisa do craque






Murtazam, que vive no Afeganistão, não se cansa de jogar futebol e falar para os amigos que é "Meshi"



O futebol e suas delicadezas. O pequeno Murtazam ficou famoso mundialmente ao desafiar a falta de esperança para demonstrar a paixão por Messi. Sem dinheiro para comprar uma camisa do melhor jogador do mundo, o menino afegão pegou uma sacola e pintou as cores da Argentina, com o número 10 e o nome do atacante. A imagem correu o mundo e chegou até o craque do Barcelona. Sensibilizado, Messi prometeu fazer uma visita ao garoto de 5 anos.



A Federação de Futebol do Afeganistão recebeu um e-mail de Messi sobre o encontro. Em breve, o sonho de Murtazam será realidade – afirmou o porta-voz da entidade, Syed Ali Kazemi.

Entrevistado pela Agência Efe, o pai do pequeno afegão contou que o filho não se cansa de jogar futebol e falar para os amigos que é "Meshi".





– Quando não joga, está acompanhando o herói pela televisão. Ele chega a perder o controle com os irmãos, que são fãs de Cristiano Ronaldo e seguidores do Real Madrid. Às vezes, também acorda à noite, chorando por uma camisa de Messi. No local onde moramos, em Ghazni, é impossível encontrá-la. Ele está pedindo o uniforme de Messi há muito tempo. Ficamos até sem jeito para respondê-lo – detalhou o agricultor.





O próximo passo da federação afegã é marcar o local e a data do encontro. Murtazam mora em um lugar devastado por guerras e em uma região muito remota do território do país.





*LANCEPRESS

XV de Piracicaba confirma a morte cerebral do lateral-direito Canavarros

Atleta tinha 21 anos e morre depois de permanecer uma semana internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Emcor (Emergência do Coração), em Piracicaba




O XV de Piracicaba confirmou, na manhã desta segunda-feira, a morte cerebral do lateral-direito Cláudio Canavarros. O jogador tinha 21 anos e estava internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Emcor (Emergência do Coração), em Piracicaba, desde a última segunda-feira após sofrer um mal súbito durante o treino da equipe no Estádio Barão da Serra Negra. Encaminhado à Santa Casa após receber os primeiros socorros, ainda foi detectada a parada cardíaca.







Ao longo da semana, o quadro de saúde de Canavarros havia sofrido alterações. Na noite de quarta-feira, aliás, ele foi submetido a uma cirurgia para a colocação de um cateter na parte frontal do crânio para medir a pressão no cérebro, que estava com inchaço depois de ficar comprovado um edema cerebral. Desde então, o estado de saúde dele era apontado como grave e sem evolução pelos médicos que o acompanhavam de perto no Emcor.

Revelado nas categorias de base do Santos, clube pelo qual foi campeão da Copa São Paulo de Futebol Júnior em 2014, Canavarros ainda acumula passagens por Grêmio e Inter de Lages. Neste último clube, ele disputou a Série D do Brasileiro no ano passado e despertou o interesse do XV para o Campeonato Paulista. O local e horário do velório e do enterro do jogador ainda não foram informados pelo clube piracicabano.




fonte: G1!

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

Ex-jogador de Inter, Grêmio e Cruzeiro é preso pela PF



Matéria de midiamax de 22/09/2015 16h30




         

Ex-jogador que já defendeu
Inter, Grêmio e Cruzeiro foi preso nesta terça-feira em Itajaí. Segundo informações do jornal 'Zero Hora', Fábio Pinto, que atuava como atacante, foi detido em uma ação por parte da Operação Ex-Câmbio, deflagrada pela Polícia Federal, que desarticulou um esquema de crimes financeiros, que envolvia quatro organizações criminosas integradas por doleiros.






De acordo com as informações da Polícia Federal, os criminosos do esquema movimentavam
US$ 600 milhões (cerca de R$ 2,4 bilhões) por ano.A PF não revelou os motivos da prisão do jogador e o seu envolvimento nos crimes. A ação foi realizada em nove cidades: Itajaí, Balneário Camboriú, Itapema, Dionísio Cerqueira, Porto Belo, Joinville (SC); Curitiba, Barracão (PR); e Porto Alegre.

Com 34 anos e sem jogar desde 2010, Fábio Pinto começou sua carreira no Internacional na década de 90 com status de promessa, após se destacar no Mundial Sub-17 com a Seleção Brasileira. Após uma passagem pelo Oviedo (ESP), o ex-jogador ainda teve outra passagem no Beira-Rio entre 2000 e 2001. O atacante também atuou pelo Grêmio em 2004 e Cruzeiro em 2006. Como jogador, também defendeu Galatasaray, São Caetano, Coritiba, Cabofriense, Guarani e Pakhtakor Tashkent (UZB).

domingo, 29 de novembro de 2015

Porque O Nome Libertadores da América?







Que tal uma competição em homenagem aos grandes lideres da independência de um país?

É isso mesmo, a principal competição do Continente Americano a Copa Libertadores ou Taça Libertadores da América tem esse nome em homenagem aos lideres da independência dos países latino-americano, sendo eles:


General Antonio Sucre (libertador da Bolívia)

Bernardo O’Higgins (libertador do Chile)
Dom Pedro II (proclamou a independência do Brasil)
José de San Martín (libertador do Peru e a Argentina)
Simon Bolívar (libertador da Venezuela, Equador e Colômbia)





Tudo começo em 1958 no Rio de Janeiro no Congresso das Confederação Sul-americana de Futebol (CSF), a ideia era fazer um torneio que reunisse os campeões de cada país num único campeonato.

Nos primeiros anos participavam apenas os campeões nacionais de sete países sendo: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, Paraguai e Uruguai. O Peñarol se sagrou campeão contra o Olímpia do Paraguai.



quarta-feira, 11 de novembro de 2015

O Dia Nacional do Futebol - 19 De Julho


Instituído há 34 anos, esse dia faz referência ao primeiro time de futebol do país, o Sport Club Rio Grande, da cidade gaúcha de Rio Grande. O clube é o mais antigo do país e foi fundado em 19 de julho de 1900 pelo alemão Johannes Minnemann, que conheceu o esporte na Europa.




Sport
Club Rio Grande


Mas a história do futebol no Brasil antecede essa data, o esporte chegou ao país em 1849, através de Charles Miller, que estudou na Inglaterra, onde aprendeu a dominar as técnicas futebolísticas. Ao retornar, trouxe uma bola, uma agulha, uma bomba de encher e um uniforme. Com a divulgação do esporte, este se tornou uma paixão do povo brasileiro, fazendo do nosso país o maior campeão mundial.

Dos clubes em atividade no país, o Rio Grande leva o título por apenas 21 dias. Essa é a diferença para a fundação da Associação Atlética Ponte Preta de Campinas, fundada em 11 de agosto de 1900. Embora tenham aparecido times que antecedem o ano de 1900, nenhum deles foi fundado especialmente para o futebol. Portanto, são os dois clubes que marcam o início do esporte no Brasil são o Rio Grande e a Ponte Preta.



Time da Ponte Preta em 1900



Sabe quem foram os pioneiros do esporte no Brasil?

1894 São Paulo Athletic Club – São Paulo (Clube de cricket onde o sócio Charles Miller introduziu o futebol no Estado de São Paulo. Departamento de futebol extinto)
1898 A.A. Mackenzie College – São Paulo (departamento de futebol extinto)
1899 Sport Club Internacional – São Paulo (extinto)
1899 S.C. Germânia – São Paulo (departamento de futebol extinto)
1900 Sport Club Rio Grande – Rio Grande (fundado em 19/07/1900)
1900 Associação Atlética Ponte Preta-Campinas – SP (fundado em 11/08/1900)
1901 27 de Outubro-Salvador – BA
1902 14 de Julho de Santana do Livramento – RS
1902 Fluminense Foot Ball Club – Rio Janeiro – RJ
1903 Grêmio Foot Ball Porto Alegrense – Porto Alegre – RS

E você, para que time torce?




fonte: autoresassociados.wordpress.com

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Carrasco em 1950, Ghiggia morre no aniversário do Maracanazo




Morreu na tarde desta quinta-feira, aos 88 anos e vítima de uma parada cardíaca, o ex-jogador Alcides Ghiggia, autor do gol uruguaio que derrubou o Brasil na final da Copa do Mundo de 1950. E quis o destino que o carrasco partisse justamente na data que ele ajudou a tornar histórica: 16 de julho.

A informação, que começou a circular nas redes sociais no final da tarde de quinta, foi confirmada pelo jornal uruguaio "El Pais". Carrasco brasileiro no "Maracanazzo", Ghiggia era o último jogador vivo que disputara a decisão do Mundial de 50.

Alcides Edgardo Ghiggia foi um dos melhores atacantes dos anos 40 e 50, jogando sempre pela direita, com dribles rápidos, cortes secos e chutes colocados. Era peça indispensável no ataque do Peñarol, onde ganhou fama a partir de 48.

Em 1957, Ghiggia se naturalizou italiano e chegou a vestir a camisa da Azzurra, mas não conseguiu ajudar o time a se classificar para a Copa de 58, na Suécia, onde o Brasil conquistaria seu primeiro título mundial, com Pelé ainda adolescente.






Estrela do Peñarol e ídolo na Itália

Depois de ganhar dois títulos nacionais com a camisa do Peñarol, o ponta direita foi vítima do próprio temperamento, na temporada de 52, quando agrediu um árbitro e acabou suspenso por um ano.

Cumprida a suspensão, chegou o momento de mudança de ares para o atacante impetuoso. No começo da temporada de 53, Ghiggia foi transferido para a Roma e, quatro anos depois, era o capitão do time.

Pela Roma, foi campeão do torneio que deu origem à Copa da Uefa, em 61, embora não tivesse participado da grande final contra o Birmingham City, da Inglaterra.

Em oito temporadas com a camisa da Roma, Ghiggia marcou 15 gols. Mas, apesar do talento ofensivo, o uruguaio não conseguiu conquistar o Scudetto pela Roma: sua melhor classificação foi um terceiro lugar, na temporada de 1955.

Em 1961, Ghiggia completou 35 anos e se transferiu para o Milan. Um dos mais velhos do time, ele ainda teria fôlego para conquistar o Scudetto daquele ano. Com a medalha na mala, ele retornou ao Uruguai logo em seguida para vestir a camisa do Danúbio. Jogou até os 41 anos e se aposentou em 1965.





Algoz do Brasil, amigo dos brasileiros

Apesar da fama de algoz da seleção brasileira, o ex-atacante do Peñarol tinha muitos amigos no Rio de Janeiro.

Ele e outros jogadores uruguaios vinham com frequência ao Brasil e costumavam passar dias agradáveis no sítio do craque Zizinho.

Nesses encontros, uma regra era seguida como mandamento religioso: ninguém podia falar de futebol. Ninguém podia mencionar a final de 1950, tida como o maior desastre na história do esporte brasileiro: "tragédia do Maracanã", para os brasileiros.
"Maracanazo", para os uruguaios e vizinhos de língua espanhola.

Amável em suas lembranças, o ex-atacante era preciso na narrativa: "Ninguém entendia como mantínhamos amizade com os brasileiros, mas era verdade. Quero voltar ao Rio de Janeiro para ver a Copa 2014 e ver o Maracanã de novo", desejava Ghiggia na sua entrevista em abril de 2012 ao UOL Esporte, concedida ao repórter Bruno Freitas, no Uruguai.

"De futebol não se falava. Se falava de outras coisas, mas de futebol, não. Quando vinham aqui a Montevidéu, comíamos um belo assado com eles"
, recordou-se Ghiggia.

O grupo de uruguaios era pequeno. Junto com Ghiggia vinham ao Brasil o capitão Obdulio Varela e goleiro Maspoli. O ex-atacante se lembrou que os parceiros brasileiros no sítio de Zizinho eram o artilheiro Ademir de Menezes e o goleiro Moacyr Barbosa.

A crônica da época culpou o goleiro Barbosa pelo fracasso brasileiro naquela final. Barbosa foi massacrado até sua morte em 2000. Nesse ponto, o atacante Ghiggia se transforma em um defensor generoso.

"Estive uma vez com o Barbosa, no Rio de Janeiro. Lamento muito o que se passou com ele. Colocaram a culpa só nele. No futebol, quando se perde, perdem os 11. Quando se ganha, ganham os 11. Não um só"
, argumentou Ghiggia.

Foi a última entrevista concedida a um veículo brasileiro e marcada por
"bons momentos e frases secas", escreveu o repórter. Durante a conversa, Ghiggia se revelou solidário aos torcedores, que sofreram tanto com a derrota de 1950.

Para Ghiggia, a Copa de 2014 poderá, com uma provável vitória do Brasil, enterrar para sempre o pesadelo vivido na romântica Rio de Janeiro. Esse era o pensamento amigável do matador uruguaio, que marcou um gol impossível, sem ângulo e mergulhou o Maracanã em profunda tristeza.







Neymar é irreverente. Messi, o melhor

Ghiggia nunca se desligou do futebol. Como um velho bruxo de ataque, ele foi chamado a comparar o argentino Messi a outros jogadores dos anos 50 e 60, durante a conversa de abril.

"É difícil comparar o argentino a outros jogadores de meu tempo", disse o uruguaio. "Não tenho dúvida de que ele seja o melhor do mundo neste momento, mas me divirto também com o futebol irreverente de Neymar", elogiou Ghiggia. "Neymar é muito hábil para jogar, é rápido pelas pontas e não tem medo de driblar. Me diverte", disse o uruguaio.

Do Mundial de 1950, Ghiggia guardava poucos objetos. Da final, restava uma gravação radiofônica que descreve e eterniza a vitória contra o Brasil. A emoção aguda o impediu de continuar saboreando aqueles momentos épicos que só um esporte de massa pode proporcionar.

"Faz muitos anos que passou o Mundial. Sempre que chega 16 julho penso nos companheiros, penso nos adversários. Tenho as gravações em casa e não escuto. Minha senhora não deixa eu escutar porque diz que me emociono. A verdade é que passou, tive uma época dentro do futebol, contribuí com um campeonato do mundo, e nada mais", disse o ex-atacante.


domingo, 14 de junho de 2015

Descubra para quais times torcem os jornalistas do Rio Grande do Sul











Maurício Saraiva - Internacional


Não é fácil ter que controlar as emoções e ainda comentar sobre seu time ou um rival durante uma partida. Por isso, muitos profissionais preferem não revelar seus clubes do coração.

Porém, sabemos que todos eles trabalham muito sério e que a imparcialidade nas afirmações durante os jogos e debates é sempre mantida.

Agora, você sabia que o Chico Garcia é gremista? Ou que o Leandro Behs é colorado?


Veja a galeria de fotos dos jornalistas do Rio Grande do Sul e seus times do coração:






Nando Gross - Internacional




Paulo Brito - Internacional



Pedro Ernesto - Grêmio


Ribeiro Neto - Internacional


Ruy Carlos Osterman - Internacional

Wianey Carlet - Internacional

Jose´ Aldo Pinheiro - Grêmio




Alexandre Pretzel - Internacional


Marco Antônio Pereira - Grêmio


Luiz Carlos Reche - Internacional


Luis Henrique Benfica - Internacional

Leandro Behs - Internacional

Lauro Quadros - Grêmio

Fabiano Baldasso - Internacional

Diogo Olivier - Internacional


David Coimbra - Grêmio

Daniel Oliveira - Internacional

Chico Garcia - Grêmio


Fonte da notícia acima: Terceiro tempo de Milton Neves



Resultado de imagem para leonardo meneghetti
Leonardo Meneghetti - Internacional




Deixem-me torcer para o meu clube. E me deixem fazer jornalismo esportivo sério e isento como sempre fiz nestes 30 anos. E agora eu vou comprar uma camisa do meu time. Vermelha. Vamo, vamo Inter!


Jornalista esportivo desde 1986, Leonardo Meneghetti foi repórter de rádio, TV e jornal e está no Grupo Bandeirantes desde 1994. Foi coordenador de esportes, diretor de jornalismo, e, desde 2005, é o diretor-geral da Band-RS. Diariamente comanda “Os Donos da Bola”, na Band TV.

Texto retirado do site: http://jbfilhoreporter.final.com.br/


Você acertou quantos? Deixe seu comentário!!!!!!!!

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Jogadores De Seleção com Nomes pra lá de Engraçados




BOCCHETTI, BUCETA, PORRAS... NENHUMA DESSAS PALAVRAS É UM PALAVRÃO OU XINGAMENTO, E SIM OS NOMES DE ATLETAS QUE REPRESENTARAM SEUS PAÍSES NO FUTEBOL


Em tempos de Copa do Mundo, sempre tem aquele jogador cujo nome causa gargalhadas quando é citado pelo narrador. Tem de tudo. Duplo sentido, algumas palavras que lembram comida, outras que fazem referência a doenças. Separei os nomes de alguns atletas que jogaram por suas seleções nacionais, vários deles em Mundiais.





Salvatore Bocchetti
O italiano é um dos que provavelmente vão jogar a Copa de 2014. Estreou na seleção da Itália na penúltima partida das eliminatórias para a edição de 2010, na África do Sul, como substituto de Fabio Grosso. Virou titular quatro dias depois e não saiu mais do grupo.


Ana Buceta
Nas seleções femininas, também há nomes com duplo sentido aguçado. Com a seleção espanhola sub-19, Ana disputou o Mundial de 2010 e o Campeonato Europeu de 2011.




José Porras
Porritas, como ficou conhecido, jogou a Copa de 2006 pela seleção da Costa Rica. O ex-goleiro hoje tem 43 anos e fez parte da seleção de seu país até 2008.


Shota Arveladze
O ex-atacante jogou pela seleção da Geórgia, então obviamente nunca chegou a disputar uma Copa. Atualmente tem 40 anos e, aposentado como atleta, virou treinador.


Gerardo Torrado
Volante, joga pela seleção mexicana desde 1999. Em 2013, disputou a Copa das Confederações no Brasil, então tem chances de estar novamente por aqui na Copa de 2014.





Erich Beer
Vai uma cerveja aí? O alemão era um dos atletas da Alemanha Ocidental na década de 1970 e marcou sete gols nas 24 partidas que disputou pela seleção nacional.


Louis Boa Morte
O ex-lateral-esquerdo, hoje treinador, jogou a Copa do Mundo de 2006 pela seleção de Portugal. Ele abdicou de representar seu país em 2009.


Krisztián Vermes
Além do nome esquisito, o rapaz é húngaro. Ou seja, as chances de jogar uma Copa do Mundo são praticamente nulas. Ele só jogou amistosos contra México e outras seleções pequenas.


Fedor Cherenkov
Hoje ex-atleta, ele jogou pela seleção da extinta União Soviética de 1979 a 1990. Embora tivesse sido eleito o melhor jogador do país duas vezes, em 1983 e 1989, não jogou nem a Copa de 1982, nem a de 1986, nem a de 1990. Torneio oficial, mesmo, só a Olimpíada de 1980.


Franco Foda
Hoje treinador, o alemão fez parte da seleção da Alemanha Ocidental na década de 1987. Jogou, inclusive, em um amistoso contra o Brasil que terminou em 1 a 1.





Louis Paul M’Fedé
Camaronês, representou seu país em duas Copas do Mundo, em 1990 e 1994, fora as participações na Copa Africana de Nações em 1986, 1988 e 1992. Morreu em 10 de junho de 2013 por causa de uma infecção pulmonar.


Carlos Paredes
O meia ainda está em atividade, no Olímpia, do Paraguai, mas não joga pela seleção paraguaia desde 2008. Ele foi bem no futebol português, com passagens por Porto e Sporting.



DUPLO SENTIDO

Salvatore Bocchetti
Defensor italiano, joga no Rubin Kazan da Rússia
Lukasz Merda
Goleiro polonês, de 30 anos, joga no Cracóvia
Ana Buceta
Meio-campista que joga na seleção espanhola feminina
Milton Caraglio
Atacante argentino, atua pelo Rosario Central
Veronica Boquete 
Meio-campista da seleção espanhola
Marco Cassetti 
Meio-campista, atua pela Roma
José Manuel Pinto 
Goleiro espanhol, joga pelo Barcelona
Shota Arveladze 
Ex-atacante da Geórgia e técnico
Dragan Mrdja 
Atacante sérvio do Sion-SUI
Bostjan Cesar 
Defensor esloveno do Chievo Verona
José Porras 
Ex-goleiro da seleção da Costa Rica
Shinji Kagawa 
Meio-campista do Borussia Dortmund

COZINHA

Gerardo Torrado 
Meio-campista mexicano, defende o Cruz Azul
Erich Beer
Meia alemão aposentado, jogou no Hertha Berlim
Robert Acquafresca 
Atacante italiano, de 23 anos, joga pelo Cagliari
Carlos Saleiro 
Atacante do Sporting foi o 1º bebê de proveta de Portugal

FARMÁCIA

Krisztián Vermes 
Meio-campista húngaro, de 25 anos, está no Ujpest-HUN
Jaroslav Plasil 
Meio-campista tcheco, de 29 anos, joga pelo Bordeaux
Luís Boa Morte 
Meio-campista português, defende o West Ham
Goran Pandev 
Atacante macedônio, de 27 anos, atua pela Internazionale

TROCADILHOS

Tonel
Defensor português, de 30 anos, joga pelo Sporting
Andrés Guardado 
Meio-campista, joga pelo Deportivo La Coruña
José Manuel Jurado 
Meio-campista espanhol, defende o Schalke 04
Roberto Soldado 
Atacante espanhol, de 25 anos, joga pelo Valencia
Joselito Vaca 
Meio-campista do Oriente Petrolero
Ciprian Marica 
Atacante romeno do Stuttgart
Aleksander Seliga 
Goleiro do Sparta Roterdã-HOL
Tó Mané 
Atacante do Vitória de Guimarães
Dusan Basta 
Defensor, de 26 anos, atua pela Udinese
Carlos Paredes 
Meio-campista do Sportivo Luqueño-PAR
Hedwiges Maduro 
Defensor, de 26 anos, atua pelo Valencia
Fabio Grosso 
Lateral esquerdo da Juventus

SOPA DE LETRINHAS

Balázs Dzsudzsák
Meia-atacante húngaro, de 24 anos, joga no PSV
Tomasz Kuszczak
Goleiro polonês, atua pelo Manchester United
Wojciech Szczesny 
Goleiro polonês, de 20 anos, defende o Arsenal
Dmytro Chygrynskiy 
Defensor passou pelo Barcelona e está no Shakhtar
Serhiy Pshenychnykh 
Defensor, joga no Metalist Kharkiv-UCR
Marcin Baszczynski 
Defensor, atua pelo Atromitos-GRE
Jakub Blaszczykowski 
Meio-campista do Borussia Dortmund
Péter Czvitkovics 
Meio-campista do Debrecen-HUN
Mladen Krstajic 
Defensor, joga no Partizan-SER
Vladimir Disljenkovic 
Goleiro do Metalist Kharkiv-UCR
Timothée Kolodziejczak 
Defensor, de 19 anos, atua pelo Lyon
Sime Vrsaljko 
Defensor do Dinamo Zagreb

fonte: http://gq.globo.com/